Os anjos do senhor acampam-se ao redor dos que o temem e os livra de todo mal.



quarta-feira, 20 de abril de 2011

Tipo de texto "O JOrnal"





Objetivos
- Identificar os principais gêneros que aparecem nos jornais: editorial, notícias e reportagens.
- Conhecer a organização de alguns jornais.
- Diferenciar reportagens de outros gêneros encontrados nos jornais.
- Localizar as informações principais numa reportagem.
- Relacionar as imagens e as legendas numa reportagem.
- Destacar as diferentes vozes numa reportagem.

Conteúdos específicos
- Diferentes gêneros presentes no jornal.
- Cadernos dos jornais.
- Características das reportagens quanto a assuntos e linguagem.
- Papel das imagens e das legendas.
- Diferentes opiniões sobre o mesmo assunto.
- Identificação das vozes dentro da reportagem.

Anos
Do 3º ao 5º ano.

Tempo estimado
Sete aulas de 50 minutos.

Material necessário
Diferentes jornais, transparência e retroprojetor (ou computador com datashow), papel pardo e fita crepe.

Flexibilização para deficiência auditiva que faz leitura labial, com compreensão inicial de libras e em processo de alfabetização
Telejornal que tenha a tradução em libras

Desenvolvimento
O jornal é um portador de diferentes gêneros: textos opinativos (editorial, cartas dos leitores, críticas), notícias, reportagens, dicas culturais, classificados etc. distribuídos em diferentes cadernos. Hoje, os alunos têm acesso a essa linguagem por diferentes formas, inclusive por meio dos telejornais. O trabalho com a leitura desses textos tem como objetivo conhecer essas linguagens para ter uma visão mais crítica do mundo.

O texto de reportagem, tema desta sequência, é feito com base em pesquisas, entrevistas, levantamento de dados e citações, entre outros recursos. Apresenta diferentes vozes sobre o mesmo assunto e tem linguagem objetiva, clara e baseada na variedade padrão da língua. Na reportagem, utilizam-se termos que não dão margem a diferentes interpretações. As citações entram entre aspas e as fontes são sempre identificadas. Variados, os assuntos das reportagens são todos aqueles que despertem interesse do leitor.

1ª etapa
O objetivo desta atividade é identificar o conhecimento que os alunos têm sobre a organização dos jornais. Apresente a seguinte situação: Uma pessoa precisa encontrar no jornal uma informação sobre um acidente de carro. Onde deve procurar? Observe as opiniões dos alunos. Traga para sala de aula diferentes jornais e entregue um exemplar para cada grupo. A primeira tarefa é fazer uma lista dos cadernos do jornal recebido. No fim da atividade, chame um estudante de cada equipe para colocar no quadro a lista dos cadernos encontrados e qual o tipo de assunto de que tratam. Peça que registrem as informações numa tabela com as seguintes colunas:

Nome do jornal
Cadernos encontrados
Tipo de assunto

Como lição de casa dê alguns assuntos para que coloquem em que caderno deveria aparecer. Exemplos: eleições para a prefeitura, aumento do dólar, time que venceu o jogo final do campeonato e filmes que estrearam no cinema no fim de semana.

Flexibilização para deficiência auditiva que faz leitura labial, com compreensão inicial de libras e em processo de alfabetização
Agrupe o aluno a uma dupla para fazerem a busca no caderno. Acompanhe a leitura e vá indicando elementos mais representativos de cada caderno (por exemplo, foto do presidente no caderno de política, foto de filme no caderno de cultura).

2ª etapa
Apresente aos alunos três textos: uma notícia, uma carta de leitor e uma reportagem. Peça a leitura de cada um dos textos. Pergunte aos alunos as diferenças que percebem entre eles e quais os objetivos de cada um. Registre essas primeiras conclusões numa folha de papel craft. Chame a atenção para a reportagem. Se os alunos não souberem o nome desse tipo de texto, informe. Como lição da casa peça que tragam textos que julguem ser reportagens. 

Flexibilização para deficiência auditiva que faz leitura labial, com compreensão inicial de libras e em processo de alfabetização
Se o estudante ainda não tiver desenvoltura na leitura, proponha essa atividade sobre um gráfico de barras, peça que destaque algumas informações no gráfico e colete outros gráficos. Esse pedido pode ser feito a outros colegas para que haja parcerias de troca.

3ª etapa 
Organize a turma em grupos e peça que cada um apresente os textos trazidos. Retome o que foi registrado no papel craft sobre as reportagens. Cada equipe deve avaliar se os textos trazidos pelos colegas são reportagens de acordo com o que foi registrado no cartaz. No fim da atividade, solicite que os estudantes apresentem o que cada grupo discutiu. Amplie a lista de características da reportagem.

Flexibilização para deficiência auditiva que faz leitura labial, com compreensão inicial de libras e em processo de alfabetização
Apresente ao grupo os gráficos que o aluno trouxe: ele é um recurso que também pode constar num jornal.

4ª etapa
Apresente uma reportagem em transparência ou copiada. Pergunte de qual caderno deve ter sido retirada. Você pode utilizar os jornais que circulam em sua cidade. Liste no quadro-negro as hipóteses dos alunos. Localize com eles no cabeçalho o nome do caderno e a data. Em seguida, peça que eles identifiquem os títulos, os subtítulos e as imagens.

Pergunte sobre o que consideram que a matéria tratará. Escreva no quadro-negro. Leia a reportagem junto com os alunos e chame a atenção para as diferentes opiniões que aparecem no texto. Chame a atenção também para o nome da jornalista responsável. Grife as vozes no texto e as informações contidas nele. Terminada a leitura, volte às hipóteses levantadas antes da leitura e veja quais se confirmaram. Discuta o que foi aprendido com a leitura e oriente todos a registrar no caderno. Como lição de casa peça que a turma traga outras reportagens.
Flexibilização para deficiência auditiva que faz leitura labial, com compreensão inicial de libras e em processo de alfabetização
Procure ter uma fala pausada, mantenha-se de frente para o aluno.

5ª etapa
Retome a atividade da aula anterior e organize duplas. Elas devem ler as reportagens trazidas, completando um quadro com as seguintes colunas:

Título
Jornal
Caderno
Assunto abordado

Flexibilização para deficiência auditiva que faz leitura labial, com compreensão inicial de libras e em processo de alfabetização
O aluno deve fazer o mesmo com seus gráficos e junto aos colegas que também presquisaram gráficos.

6ª etapa
Proponha a leitura de outra reportagem. Terminada a tarefa, peça que registrem em outro quadro, com as seguintes colunas:

Título da reportagem
Jornalista
Assunto principal
Quem foi consultado

No fim, faça a verificação coletiva das atividades. Muito mais do que buscar acertos ou erros é importante dar ênfase aos procedimentos utilizados para encontrar as informações solicitadas. Como lição de casa, os estudantes devem fazer o mesmo com outra reportagem. Sugestão: você pode criar um banco com as reportagens trazidas pela garotada. Use uma caixa para arquivá-las.

Avaliação 
Avalie o desempenho dos alunos de acordo com os seguintes indicadores:
- Identifica diferentes textos publicados nos jornais.
- Reconhece características estudadas nas reportagens.
- Identifica as ideias centrais nas reportagens lidas.
- Identifica as diferentes vozes nas reportagens.
- Trouxe os materiais solicitados.


                                                       Exemplo 2




A função do jornal é basicamente a comunicação. É um dos meios mais rápidos de ficarmos informados a respeito do que acontece no mundo. Dentro do jornal há várias sessões, que por sua vez abrigam vários tipos de texto. Há algumas características que são comuns a todos estes textos, enquanto há outras que servem para individualizá-los.
A nomenclatura dos textos normalmente é dada de acordo com as suas características e seus objetivos específicos de comunicação. Genericamente chamamos os textos que se apresentam nos jornais de “matéria”. Normalmente esses textos têm caráter informativo. As informações são apresentadas em ordem decrescente de importância ou relevância, seguindo assim o uma técnica chamada pirâmide invertida. Ou seja, a base do texto (conteúdo mais importante) fica em cima e o ápice (conteúdo mais superficial) embaixo.
O primeiro parágrafo do texto é chamado de “lide” ou “lead” (inglês) e carrega o conteúdo mais denso da matéria, as principais informações. Esse recurso é usado para que as pessoas possam ter acesso fácil e rápido à informação e tenham a oportunidade de selecionar as matérias que realmente lhes interessam para prosseguir com a leitura. Geralmente o título da matéria é baseado no lide.
Vejamos alguns dos mais característicos tipos de textos jornalísticos e suas principais características:

Notícia: Caracteriza-se pela linguagem direta e formal. Tem caráter informativo e é escrito de forma impessoal, freqüentemente fazendo uso da terceira pessoa. Inicia-se com o lide e se segue com o corpo da notícia. Enquanto na primeira parte estão registradas as principais informações do fato, no corpo do texto estão presentes os detalhes (relevantes ou não), as causas e as conseqüências dos fatos, como, onde e com quem aconteceu, e a sua possível repercussão na vida das pessoas que estão lendo. Pode ter ou não um público alvo (jovens, políticos, idosos, famílias), caso tenha a linguagem poderá ser adaptada para o melhor entendimento.
Editorial: Não é exatamente um tipo de texto, mas uma sessão do jornal que possui textos selecionados e agrupados através de seu conteúdo, público ou objetivo. Os jornais são divididos em vários editoriais que podem ou não estar encadernados separadamente. Entre os editoriais mais comuns estão: Política, Economia, Cultura, Esporte, Turismo, País, Cidade, Classificados, Coluna Social, etc.
Reportagem: Tem por essência a descrição e caracterização de eventos. Para isso a reportagem conta com algumas perguntas que, ao serem respondidas, formarão a estrutura da reportagem. Em Inglês chamamos as perguntas a seguir de WH Questions, e elas servem para melhor estruturar a reportagem: O quê?, Como?, Quando?, Onde?, Porquê?, Quem?.

Nota: Texto curto composto apenas pelo lide. Normalmente trata de algum assunto de fácil compreensão e assimilação e que seja do interesse do leitor. Algo que já tenha sido noticiado ou que não possui detalhes relevantes para serem descritos.
Além desses, há outros cuja estrutura é mais complexa e a ocorrência vai além-jornal, como a crônica, o artigo, etc.
Normalmente, o processo de produção de um texto jornalístico se divide em quatro fases: a pauta (escolha do assunto), a apuração (verificação dos fatos e de provas), a redação (organização das idéias transformando-as em texto) e a edição (locação desses textos no jornal, correção e revisão dos mesmos).


Exemplo 3

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Ser capaz de localizar no texto do jornal: frases, palavras e sílabas;
  • Identificar as características do texto jornalístico;
  • Produzir uma notícia para o mural da sala ou da escola;
  • Desenvolver habilidades de leitura e de escrita por meio de textos de jornais;
  • Criar o habito de leitura.
Duração das atividades
Aproximadamente 180 min – 3 atividades de 60 minutos cada uma.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
É importante que os alunos estejam no nível silábico da escrita, ou seja, que já produzam pequenos textos.
Estratégias e recursos da aula
-Professor, o jornal é um suporte textual, ou seja, é um portador de texto, que nos permite ensinar os alunos a ler e escrever e também possibilita o letramento, pois  desenvolve habilidades de leitura e escrita a partir de textos do seu cotidiano, que tem uma função social relevante.
-O trabalho com textos jornalísticos abrange tanto o ensino fundamental inicial quanto a EJA, pois permite uma adequação a linguagem e as especificidades dos dois segmentos, ou seja, podemos  utilizar artigos, textos jornalísticos que estejam de acordo com estas  faixas etárias. Contudo, temos que ficar atentos ao selecionarmos os textos, buscando sempre o enfoque adequado.
-Professor, nossa aula está estruturada em 3 momentos, porém ela pode ter desdobramentos a partir do interesse dos alunos.
  • Motivação: a caixa surpresa;
  • Roda de conversa, apresentação de diferentes jornais;          
  • Trabalho em grupo: conhecendo o jornal e produzindo notícia;           
  • Trabalhando com palavras e frases: a árvore do otimismo;            
  • Jornal  falado.
Alguns recursos que serão utilizados nas atividades propostas:         
  • Diversos Jornais usados com diferentes cadernos, ou seções; ·         
  • Textos de jornais retirados da internet;          
  • Tesoura, cola, lápis; pincel;           
  • Folha branca;          
  • Papel pardo ou papelão;         
  • Sítios da internet;          
  • Laboratório de Informática;        
  • Microfone, caixa de som.   
1º momento – uma aula de aproximadamente 60 minutos.
RODA DE CONVERSA: CAIXA SURPRESA
-A roda de conversa é um momento importante, pois possibilita o diálogo, a interação e a exploração do tema. Para as turmas infantis poderá fazer uma roda com todos sentados no piso, mas para as turmas da EJA organize as carteiras em circulo.
 
-Cubra uma caixa de papelão grande com papel colorido, escreva bem grande “CAIXA SURPRESA “, ela poderá ser útil em diversas atividades. Selecione jornais usados e coloque dentro da CAIXA SURPRESA e leve-a para o centro da roda.
  • Questione-os sobre  o que tem dentro dela.   
  • Dê pistas do tipo: aqui tem o mundo, tem felicidade, tem tristeza,...
  • Deixe que a caixa passe pelo grupo e cada um fala uma palavra sobre o que imagina que tem lá dentro.
  • Crie suspense para motivá-los e depois de explorar bem, abra a caixa e mostre os jornais.
  • Questione qual a relação entre o que eles imaginaram que tinha lá dentro e o que realmente tem. (comprovação das hipóteses)
  • Explique-lhes que tem jornal com diversos assuntos inclusive para crianças.
-Para as turmas infantis mostre-lhes o suplemento infantil. Para os alunos da EJA,  selecione um caderno que tenha notícias atuais, procure levar algum que tenha notícias de sua região, se existir.
TRABALHO EM GRUPO: CONHECENDO O JORNAL E PRODUZINDO NOTÍCIA.
Organize-os em grupos e distribua diversos jornais usados. Solicite que identifiquem os assuntos das seções que encontrarem.
-Cada grupo deverá recortar manchetes do jornal e guardar a notícia.
-Distribua folhas em branco para que eles colem e anotem o nome do jornal, a manchete ou título, a data e se tiver, o autor.
- Um grupo passará para o outro as manchetes que recortaram do jornal e cada aluno ou o grupo escreverá uma notícia para a manchete que recebeu. Depois, cada um apresentará sua notícia. Quem fez o recorte e tem a notícia da manchete dirá se o que o colega escreveu tem algo em comum com a notícia do jornal.
-Se em sua escola tiver Laboratório de Informática leve seus alunos e acesse o sítio http://www1.folha.uol.com.br/folhinha/ , para as turmas infantis, mas as turmas da EJA podem acessar o sítio   http://www.folha.uol.com.br/ , porém existem diversos sítios de jornais online que podem ser visitados.  
2º momento – uma aula de aproximadamente 60 minutos.
A  ÁRVORE DO OTIMISMO.
- Professor, no dia anterior solicite aos alunos que recortem de jornais palavras ou frases que tenham uma idéia de otimismo, que transmita mensagens positivas e tragam para a escola.
-Esta atividade visa identificar palavras e frases que tenham idéias positivas, pois os jornais apresentam em sua grande maioria notícias ruins, tragédias e violências, por isso é necessário mostrar também que existem coisas boas acontecendo. Além deste enfoque vamos trabalhar as sílabas, palavras e frases, contextualizadas na atividade.
-Veja algumas palavras que os alunos do 2º ano C, da Escola de Educação Básica da UFU, trouxeram para a árvore do otimismo:
SAÚDE, RISO SOLTO, ESPERANÇA, CIÊNCIA, AMIGO É AQUELE QUE ABRE AS PORTAS DA CASA PARA VOCÊ, NOTÍCIA POSITIVA,  53 PESSOAS SOBREVIVEM A QUEDA DE AVIÃO, CIENTISTAS ATACAM CURA COM CÉLULA TRONCO, VOCÊ QUER VOCÊ PODE, MELHORA DO RACIOCÍNIO e outras.
-Construa com os alunos a “ÁRVORE DO OTIMISMO”, para isso você vai fazer um painel em forma de árvore e precisará de: ·         
  • Papel pardo ou papelão usado; ·         ·         
  • Cola, tesoura;
  • Pincéis coloridos.
-Desenhe no papel pardo ou no papelão uma árvore grande, pois a copa dela será o painel aonde vamos colar as palavras e as frases. Se em sua turma tiver  alunos com habilidades no desenho solicite que eles façam o desenho. Depois recorte e cole na parede da sala. Assim você poderá ir colando ou trocando as palavras e frases à medida que a copa for sendo ocupada.
-Cada aluno irá colar na árvore a palavra ou frase que trouxe, deverá  ler e explicar para os colegas o que quer dizer aquela palavra ou frase.


                               
- Aproveite as palavras e frases e elabore atividades com elas, tais como:
1- Escolha cinco palavras da árvore do otimismo e separe-as em sílabas.
PALAVRAS
SÍLABAS










2- Reorganize as sílabas e descubra as palavras.
VO
PO
SI
TI

BRE
SO
VEM
VI

LA
CE
LU

TAS
POR

PES
AS
SO
3- Elabore uma frase para cada palavra retirada da árvore do otimismo, utilize a pontuação correta (, ! ? .).
1. Saúde
2. Ciência
3. Amigo
4. Esperança    
3º momento – uma aula de aproximadamente 60 minutos.

-Professor, estabeleça um horário semanal para o JORNAL FALADO.  Esta é uma atividade que vai além de uma aula, ela deverá ser desenvolvida ao longo do mês ou bimestre, até que todos os grupos apresentem.
-Os alunos deverão pesquisar e selecionar notícias de acordo com a seção estabelecida
-Divida a turma em grupos e indique a apresentação, veja uma sugestão:
Grupo 1- notícias de esportes, lazer;
Grupo 2- notícias da cidade (o que está  acontecendo de importante);
Grupo 3- notícias do país (os fatos marcantes: eleição, grandes eventos);
Grupo 4- notícias culturais (filmes, teatro, livros, poemas );
Grupo 5- notícias com temas direcionados para crianças e para adolescentes.
-Uma vez por semana cada grupo apresenta o JORNAL FALADO. Após a apresentação é realizado um debate com a turma com o objetivo de discutir sobre o que foi apresentado e sobre a leitura dos alunos.
-Oriente os alunos sobre a postura para a apresentação, o tom de voz, a pontuação correta na hora da leitura.
_Se em sua escola tiver caixa de som e microfone, utilize na apresentação do jornal falado, isto motiva os alunos e enriquece a atividade, pois o aluno ouve sua voz, o que ajuda no desenvolvimento da leitura oral.
_Sugira que os grupos criem nomes para suas empresas de jornais, deixe que façam a discussão nos grupos e sugira que não podem usar nomes de empresas já existentes (Globo, Bandeirantes, SBT ou outras) podem fazer uma reconstrução dos nomes ou criar.
_Solicite que escrevam os nomes das empresas que representam em uma cartolina  para servir de fundo no dia da apresentação.
_Outra estratégia que motiva os alunos, é solicitar que levem uma roupa diferente para colocarem no dia de sua apresentação no jornal  falado, eles se sentem verdadeiros repórteres apresentadores.
_Trabalhe os sólidos geométricos   e utilize caixas de papelão pequenas de dois tamanhos e construa com os alunos as câmeras para filmar os repórteres  no  dia da apresentação.
MURAL DA SALA
-Exponha as notícias no mural da sala, assim você terá dois espaços para a divulgação do trabalho dos alunos.
Avaliação
-Professor, a avaliação deve permear todo trabalho, visando acompanhar e verificar a aprendizagem do aluno, além de lhe fornecer um feedback relativo a metodologia que foi utilizada, por isso fique atento no desenvolvimento das atividades;
-Nas atividades relativas a árvore do Otimismo eles  foram capazes de localizar frases, palavras e sílabas?
-Eles perceberam as características do texto jornalístico e foram capazes de produzir noticias, para isso, verifique a produção de texto.
-Utilize uma fixa de registro para as apresentações do jornal falado, é um ótimo momento para avaliar a leitura,  fazer intervenções e crie um projeto de leitura  que atenda as dificuldades.
-Eles se envolveram nas atividades, demonstraram interesse?
-Registre suas observações, assim você terá subsídios para planejar as próximas atividades.

Exemplo 4

Sugestão de Atividade: Conhecendo o Jornal - Textos Jornalísticos

Depois de terem analisado a primeira página ou capa do jornal, que têm, como funções primordiais, identificá-lo, através dos dados constantes em seu cabeçalho, e servir de chamariz para o leitor, utilizando-se da manchete e das chamadas, é importante que os alunos sejam estimulados a conhecer as diferentes seções ou editorias que o compõem e os tipos de textos jornalísticos publicados.

Alguns tipos de textos jornalísticos:

Artigo — Texto que contém comentários ou teses baseados em opiniões pessoais, escrito por colaboradores ou personalidades que, em geral, não são jornalistas.
Chamada - Texto muito curto, publicado na primeira página ou capa, que remete à íntegra da matéria, nas páginas interiores do jornal.

Coluna – Matéria assinada que sai sempre na mesma página. Seu estilo é mais livre e pessoal do que o do noticiário comum.

Crônica – Texto que registra, em geral, observações ou impressões sobre o cotidiano. Pode narrar fatos reais em forma de ficção.

Editorial ou opinião - Reflete a opinião do jornal, sem ser assinado por nenhum profissional individualmente.

Entrevista — Texto baseado nas declarações de um indivíduo a um repórter. Quando editado com as perguntas e as respostas em sequência, é chamado de ping-pong.

Matéria – Qualquer texto jornalístico. As matérias podem ser "quentes" (sobre um fato do dia, ou em andamento) ou "frias" (sobre temas relevantes, mas não necessariamente novos ou urgentes).

Nota — Notícia curta, que informa apenas os dados essenciais do fato ou acontecimento.
Notícia — Relato de fatos e acontecimentos atuais ou recentes, ocorridos no país ou no mundo, de interesse da comunidade e dos leitores, feito de forma impessoal.

Perfil - Texto descritivo de um personagem, muitas vezes apresentado em forma testemunhal.

Reportagem – É o conjunto de informações resultantes de um trabalho de investigação jornalística, que visa aprofundar a notícia. Pode utilizar diferentes tipos de texto.
Suíte – Matéria que dá seqüência ou continuidade a uma notícia, seja por desdobramento do fato, por conter novos detalhes ou por acompanhar um personagem.

Texto-legenda - Texto curto, que acompanha uma foto, descrevendo-a e adicionando-lhe alguma informação, com valor de matéria independente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário